Vale gás volta a ser distribuído em setembro saiba se você tem direito

Cada cidadão contemplado deverá receber cerca de R$ 120 a cada dois meses para custear um botijão de gás. Saiba, também, o que é necessário para entrar neste novo programa federal.

 

Com o aumento crescente nos preços do gás de cozinha, que já ultrapassa os R$ 100 reais em algumas cidades, como Fortaleza, milhares de brasileiros passam por dificuldades para arcar com estes custos e alguns já voltaram para o fogão à lenha. Diante desta situação, o Governo Federal prevê a criação de um novo benefício: o Vale Gás.

Anteriormente, o projeto seria lançado junto com o Auxílio Brasil, programa do Governo Bolsonaro que tem como finalidade substituir o Bolsa Família. Porém, diante dos aumentos dos preços, o Governo decidiu antecipar a proposta e o Vale Gás deve começar entre setembro e outubro. Já o Auxílio Brasil, só deverá ser entregue em novembro, após o fim do Auxílio Emergencial.

O projeto ainda está sendo estudado pelo Ministério de Minas e Energia e pela Petrobras. A previsão é que o novo benefício custe cerca de R$ 3 bilhões que será custeado por fundos voltados para o incentivo de energia limpa da Petrobras.

Programas como este já foram desenvolvidos por alguns governos estaduais, como no caso do Ceará, que distribuiu o Vale Gás Social durante o primeiro semestre de 2021 para milhares de famílias em todo o Estado.

Como será entregue o vale gás?

Em um primeiro momento, a proposta do Governo Federal era que os contemplados pelo programa recebessem, a cada dois meses, um botijão de gás de cozinha. Porém, diante dos altos custos com a logística, esta proposta foi substituída pela distribuição de valores financeiros em cartões.

Cada cidadão contemplado deverá receber cerca de R$ 120 a cada dois meses para custear um botijão de gás.

Quem tem direito?

Este novo benefício é pensado para contemplar as famílias que participam do Bolsa Família. Ainda não foram divulgados mais detalhes sobre outros critérios de seleção.

Porém, é importante lembrar que o Bolsa Família deve passar por uma transição nos próximos meses e tornar-se o Auxílio Brasil. Para entrar neste novo programa, o cidadão deve manter os dados atualizados dentro do CadÚnico. Para saber mais sobre esta atualização, clique aqui.

Com informações do GCMAIS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *