Treino de 20 minutos é aliado para quem tem limitações a exercícios de alta intensidade

Eletroestimulação de corpo inteiro contribui para o emagrecimento, tonificação muscular e melhora na postura

(Foto:Tecfit)

Sem dúvidas, a atividade física é fundamental para quem busca um estilo de vida mais saudável e ativo. Mas, antes de se arriscar em treinos da moda, é fundamental fazer um check-up médico para saber se o seu corpo está apto para aquela atividade.

Após esse diagnóstico, é muito comum identificar algumas limitações físicas e cuidados na escolha dos exercícios. A eletroestimulação de corpo inteiro tem ganhado a preferência de quem precisa treinar sem peso. Com apenas duas aulas de 20 minutos por semana, é possível adquirir inúmeros benefícios para a saúde física e mental.

São 350 músculos trabalhados simultaneamente através da tecnologia XBody, máquina de eletroestimulação muscular para o corpo inteiro, desenvolvida na Europa. Tal estimulação proporciona melhor imunidade, treinos personalizados com baixo risco de lesões, aumento de massa muscular, maior agilidade, equilíbrio e melhora considerável na capacidade respiratória.

Segundo Maria Felicio, proprietária da Tecfit Ribeirão, essa tecnologia proporciona um treino muscular de nível profissional, muito oportuno inclusive para quem não é atleta. O exercício contrai as fibras musculares de forma voluntária e a máquina trabalha contrações involuntárias, trabalhando os músculos de forma profunda, precisa e sem risco de lesão

A Tecfit Ribeirão também traz 5 dicas que combinadas aos treinos semanais, ajudam o corpo a funcionar melhor para alcançar ainda mais rápido o seu objetivo:

1 – Alimentação balanceada: incluir termogênicos (como pimenta, canela, gengibre, café e chá verde), mais proteínas (carnes, frango, ovos, peixes e queijos) e alimentos ricos em vitamina B (fígado, grãos integrais, leite e folhas verdes).

2 – Beber água: a ingestão de água influencia na termogênese do corpo, ou seja, na produção de calor, o que pode auxiliar na perda de peso.

3 – Não pular o café da manhã: o corpo precisa de energia após longas horas de jejum noturno e esta refeição interfere na velocidade do metabolismo ao longo do dia.

4 – Reduzir o estresse e ansiedade: é importante para diminuir a produção de cortisol, hormônio do estresse, responsável pelo aumento de gordura no organismo e por deixar o metabolismo mais lento.

5 – Dormir 8 a 9 horas por dia: essencial para regular a produção hormonal, melhorar a disposição e estimular o ganho de massa muscular.

Fonte: https://oestadoce.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *