Colômbia vence Uruguai nas penalidades e avança na Copa América

Em um jogo equilibrado e com várias chances de gol, apesar do 0 a 0 no tempo normal, a Colômbia venceu o Uruguai nos pênaltis, neste sábado (3), em Brasília, pelas quartas de final da Copa América. O time comandado por Reinaldo Rueda marcou quatro dos cinco pênaltis e não precisou cobrar o quinto porque os uruguaios desperdiçaram com Giménez e Viña. Em ambas, o goleiro Ospina defendeu.

A Colômbia vai pegar na semifinal o vencedor da partida entre Argentina e Equador, que se enfrentam neste sábado, em Goiânia. Do outro lado do chaveamento a disputa será entre Brasil e Peru. O primeiro tempo foi equilibrado e com muita movimentação por parte das equipes.

Chances de gol foram criadas pelas duas seleções, em especial com Cavani, pelo Uruguai, e Zapata, pelo lado da Colômbia.Coube ao atacante colombiano o início da jogada mais evidente de gol, aos 44 minutos, quando penetrou pela esquerda da área e chutou em cima do goleiro Muslera. A bola, então, sobrou em rebote para Muriel, que chutou para fora.

Apesar do melhor desempenho na Copa América (duas vitórias, um empate e uma derrota), os uruguaios, comandados por Óscar Tabárez, sofreram com a atuação apagada de Arrascaeta -o meia do Flamengo foi substituído no segundo tempo- e Suárez. O atacante do Atlético de Madrid, que havia ficado de fora da maior parte do último jogo –a vitória de 1 a 0 sobre o Paraguai– por desgaste muscular, pegou na bola poucas vezes e foi facilmente marcado.

O meio-campista Bentancur e o atacante Cavani protagonizaram as principais jogadas uruguaias, apesar de o jogador do Manchester United ter sido o responsável pela furada mais espetacular da partida, ao tentar chutar de primeira uma bola cruzada para o lado esquerdo do ataque. A Colômbia teve o desfalque de dois de seus principais jogadores: Cuadrado, suspenso, e Uribe, machucado.

Com menos de 1 minuto da segunda etapa, a Colômbia arrancou pela esquerda e Zapata quase abriu o marcador, após o cruzamento para a entrada da pequena área, mas o zagueiro chegou antes. O Uruguai descontou três minutos depois, quando Nández também quase fez o primeiro gol da partida ao cruzar pela direita. A bola foi em direção ao gol e exigiu uma grande defesa de Ospina. A Colômbia voltou a quase marcar, novamente com Zapata, que cabeceou à queima-roupa aos 27 minutos. Muslera evitou o gol com a perna direita.

Fonte: https://oestadoce.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *